• Daniel Santa Cruz

Retenção de talentos: 05 maiores erros das empresas

Conheça algumas ações que podem prejudicar a retenção de talentos na sua organização.

A retenção de talentos dentro das empresas é sempre um grande desafio para o RH e para os demais gestores de áreas da companhia. É muito comum a convicção de que um ótimo salário e bons benefícios são o bastante para fidelizar os colaboradores. Mas será que esta crença é correta?

Veja neste artigo os erros mais comuns que atrapalham a retenção de talentos dentro das organizações.

1. Resumir tudo a salário.

O primeiro equívoco com relação à retenção de talentos é pensar que tudo se resume a dinheiro e alguns benefícios. Isto pode funcionar em alguns momentos, mas um funcionário feliz e engajado quer muito mais do que um bom salário no quinto dia útil do mês.

Para que a taxa de retenção de talentos seja alta é importante também pensar no clima organizacional da companhia: o funcionário tem uma boa interação com o gestor? Ele está feliz com os processos que precisa realizar dentro da empresa? Como são as relações interpessoais que ele estabelece com a equipe e com a empresa como um todo?

2. Negligenciar as estratégias de engajamento.

Já falamos anteriormente sobre este assunto aqui no blog da Santo Caos. Uma medida importante para a retenção de talentos é a empresa ter plano de ação efetivo, voltado para a promoção do engajamento dos funcionários. O engajamento não estar entre as pautas prioritárias da organização é um erro comum, que pode afetar gravemente a retenção de talentos.

3. Não ouvir os funcionários.

Os colaboradores são parte fundamental de qualquer negócio, já que eles dividem a responsabilidade de manter a empresa ativa e alcançando os resultados almejados. Por isso, ouvi-los é tão importante, e não ouvi-los é uma das ações que mais prejudicam a retenção de talentos.

Um diálogo constante e transparente entre empresa e colaboradores pode abrir portas para melhorias e para resoluções mais simples e rápidas de problemas, contribuindo para o aumento do vínculo entre empregador e empregado.

4. Não reconhecer o bom trabalho dos colaboradores.

Não realizar ações de reconhecimento pode afetar a retenção de talentos. Elas são altamente motivadoras, impulsionando os funcionários a trabalharem com excelência e contribuindo para fortalecer o vínculo dos colaboradores com a marca empregadora.

5. Não ter líderes conscientes do papel deles na retenção de talentos.

Você sabia que um dos principais motivos que os funcionários alegam ao sair das empresas é a não identificação com os seus gestores? Por isso, é tão importante mostrar para os líderes das áreas o papel deles na retenção de talentos, apontando para estes profissionais o quanto sua atuação e sua conduta podem influenciar na fidelização dos colaboradores à companhia.

Como tem sido a retenção de talentos aí na sua empresa? Conte para a gente aqui no campo dos comentários.

VEJA TAMBÉM EM NOSSO BLOG

Employer branding: o que é e como ele pode te ajudar?

Employee Value Proposition (EVP): o que é e por que devo me preocupar com ele?

Como melhorar a imagem da sua marca para contratar funcionários?Indicadores de RH: o que são e como usar?

Compartilhe isso:

  1. Clique para compartilhar no LinkedIn(abre em nova janela)

  2. Clique para compartilhar no Facebook(abre em nova janela)

  3. Clique para compartilhar no Twitter(abre em nova janela)

  4. Clique para compartilhar no WhatsApp(abre em nova janela)

0 visualização

©2020 por Santo Caos.