• Daniel Santa Cruz

Como desenhar um plano de ação para 2021

Depois de um 2020 que pegou todo mundo de surpresa, o ano que começou agora traz desafios, e acima de tudo, incertezas. Nesse sentido, como criar um plano de ação para manter os times engajados ao longo de um ano ainda imprevisível? Confira a seguir no nosso artigo desta semana.


Ouvir as demandas da equipe

Aqui na Santo Caos, gostamos de dizer que o primeiro passo para engajar é escutar. Em geral, um bom diagnóstico costuma direcionar um bom plano de ação. Por isso, aproveite o início de ano para coletar informações e insights das pessoas.

Para ouvir essas demandas, podem ser aplicadas diversas metodologias. Desde uma pesquisa pontual mais robusta, até um diagnóstico contínuo, mais ágil e distribuído ao longo do tempo, todas as formas de escutar são importantes na hora de pensar no planejamento.

Além de exercitar a empatia e permitir uma identificação mais embasada das necessidades dos colaboradores, uma pesquisa de engajamento poderá trazer informações valiosas e soluções para problemas diversos.


Planos de ação mais curtos

Se um ano inteiro parece uma eternidade, considere quebrar o ano em períodos mais curtos. A maioria das empresas já faz isso para metas e resultados gerais, então por que não fazer também para os planos de ação de engajamento?

Um grande aprendizado de 2020 foi que é possível, e necessário, testar coisas diferentes em períodos curtos, de maneira a ampliar os ganhos, aumentar a agilidade e reduzir os riscos.

Portanto, nossa segunda sugestão é desenhar planos de engajamento trimestrais, cada um com suas ações específicas, sempre melhorando para as próximas rodadas. Mas atenção: um plano trimestral precisa estar sempre coerente e conectado com os outros. Assim, mantenha sempre em mente os objetivos, demandas do time e os tipos de iniciativa. Aposte na continuidade e na perenidade, afinal, engajamento se faz no dia a dia.


Colocar estratégias em prática

Um motivo frequente das falhas na implantação de estratégias é justamente a armadilha de não colocar todos os planos em prática. As demandas do dia a dia são muitas, e a rotina pode facilmente atrapalhar a nossa estratégia. Por isso, mantenha sempre em mente os planos desenhados, priorize as demandas e, assim, garanta a implantação do que foi definido.

Se perceber dificuldades ou barreiras na hora de implantar as ações, traga para perto pessoas que possam auxiliar, e entenda também quem são os possíveis “dificultadores”. Conte com o trabalho em equipe para fazer as coisas acontecerem.


Mensurar resultados

Para finalizar, é importante também medir os resultados das ações através de indicadores claros. Isso permitirá elaborar melhorias, pensar na sequência dos próximos trimestres e manter o foco no que realmente importa: engajar pessoas e garantir bons resultados para a empresa e a equipe.


Esperamos que nossas dicas tenham ajudado a pensar num plano de engajamento para este ano ainda tão incerto. Como andam os planejamentos aí na sua empresa? Compartilhe com a gente!

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo