• adriana5228

3 passos para tirar suas ideias de engajamento do papel

Pode ser que você tenha definido algumas estratégias de engajamento para trabalhar durante o ano de 2021. Nós esperamos que sim! Se a demanda está aí, como tirar estas ideias do papel e colocá-las em prática?

Listamos um caminho que pode te ajudar, confira!


1. Estabeleça responsáveis e identifique potenciais embaixadores.

Engajamento é um assunto de toda a empresa e não deve estar restrito às áreas de Recursos Humanos, Cultura ou Comunicação, por exemplo. No entanto, é comum que uma destas áreas “puxe” o projeto e conste como responsável.

Sendo deste ou daquele setor, para que as iniciativas de engajamento saiam do papel e comecem a fazer parte da cultura organizacional, é fundamental que toda a companhia esteja envolvida e, sobretudo, que pessoas estratégicas sejam parceiras.


Por isso, um primeiro passo é formalizar os responsáveis e identificar uma rede de apoio para o projeto, formada por áreas e pessoas-chave. Além de patrocinar o tema, estas pessoas servirão como embaixadores, disseminando o assunto, trazendo insights e participando das ações definidas.


Para isso, é preciso ter clareza sobre três pontos:

  • Quem é a melhor equipe para levar o projeto adiante?

  • Esta equipe está alinhada em relação aos objetivos estratégicos?

  • Com quem podemos contar como embaixadores?


2. Defina indicadores claros e objetivos para mensurar e acompanhar

Para a concretização de qualquer projeto, é imprescindível ter claros os objetivos e indicadores necessários desde o início para que seja possível acompanhar a evolução do tema.


Alguns indicadores que fazem sentido para uma estratégia de engajamento são: abrangência das iniciativas; nível de satisfação dos colaboradores com as ações; frequência e consistência das comunicações; nível de engajamento das pessoas com a empresa e assim por diante.


Também é possível acompanhar indicadores do negócio que são indiretamente impactados pelo engajamento, embora esses impactos sejam de médio a longo prazo. São eles: turnover, lucratividade, produtividade etc.


3. Defina prioridades e prazos máximos para cada ação

Depois de estarem definidos os responsáveis, os objetivos e os indicadores, o próximo passo é planejar as ações. Dividir o projeto em tarefas, cada uma delas com um responsável e um prazo bem definido é uma excelente maneira de concretizar o trabalho. Se o passo a passo ainda não estiver muito claro, este texto pode te ajudar.


Na hora de planejar a implementação destas ações, costuma fazer sentido a seguinte linha de atuação:

  • Preparar: trazer o tema, envolver os gestores, falar sobre o assunto com os colaboradores, trazer conceitos, contextualizar. Por que a empresa está trabalhando esta questão? Qual o objetivo deste trabalho? O que a empresa ganha se tiver funcionários mais engajados? E o que os colaboradores ganham?

  • Envolver: ouvir as pessoas, convidá-las a interagir, aprofundar temas, treinar lideranças são algumas possibilidades desta etapa. O trabalho com co-criação é excelente para trazer os colaboradores para participarem da definição das ações.

  • Sustentar: este é o momento de mostrar que as iniciativas voltadas a aumentar o engajamento das pessoas fazem parte da cultura da empresa. Por isso, devem estar presentes nos discursos, na integração de novos colaboradores, na comunicação da marca empregadora e, principalmente, na atuação da liderança.

Esperamos que estas dicas ajudem a concretizar suas ações de engajamento!

Se ainda estiver com dúvidas sobre quais iniciativas colocar em prática, não deixe de conferir este artigo. E, se precisar, já sabe: pode contar com a Santo Caos!


18 visualizações0 comentário

©2020 por Santo Caos.