• Daniel Santa Cruz

4 tendências de engajamento para 2021

Que ano intenso foi esse tal de 2020, não é? O mundo virou de cabeça para baixo, as projeções de janeiro e fevereiro se tornaram obsoletas em março, enfim, não é novidade o quanto as pessoas precisaram se reinventar neste ano que termina.

Dentro das empresas não foi diferente. Projetos foram revistos, estratégias reformuladas, e quadros reduzidos para atender às novas demandas que surgiram. Engajamento ficou mais do que nunca na ordem do dia.

E para 2021, o que esperar como tendências? Confira a seguir.


Saúde mental em pauta

Se antes já víamos uma propensão do mundo corporativo em se preocupar mais com a saúde mental das pessoas, este ano catalisou muito essa mudança de prioridades. Recentemente a Ambev, uma empresa conhecida por sua cultura orientada a resultados, contratou uma executiva cuja atuação será focada em saúde mental. Essa deve ser uma mudança que irá gerar repercussão, não apenas na mídia, mas principalmente em outras organizações que deverão seguir esse passo ousado.

Não à toa, aqui na Santo Caos lançamos em 2020 o comovai, um calendário emocional que permite às lideranças e RH acompanhar o dia a dia emocional das equipes. Em 2021, prevemos que a saúde mental, como parte de uma estratégia de engajamento e gestão de pessoas, deverá entrar ainda mais forte na pauta das decisões empresariais.


Transformação cultural para crescer

Uma das demandas que mais chegaram para o nosso time de especialistas neste ano foi a transformação cultural. Com tantas incertezas, as empresas se viram diante da necessidade de adaptar suas culturas, não necessariamente para se adequar a um cenário ainda duvidoso, mas principalmente para conseguir reagir rapidamente às mudanças que virão. Isso em empresas que enfrentaram dificuldades, mas também nas que prosperaram na crise.

E quando falamos de transformação cultural, engajar toda a empresa é fundamental. Não adianta estruturar diretrizes que não sejam seguidas, ritos que não façam sentido para as pessoas, símbolos que não dialoguem com os colaboradores. Por isso, acreditamos que em 2021, engajamento e transformação cultural andarão ainda mais juntas para ajudar as

empresas a atingirem melhores resultados.


Inclusão, sustentabilidade e compliance como pilares estratégicos

Ouviu pela primeira vez a sigla ESG este ano? Calma, você não está só. Outro movimento que vimos no mercado em 2020 foi o trio ESG (environmental, social and governance) ganhar importância em diversos setores. Hoje existem até mesmo fundos de investimentos focados em empresas com boa performance em sustentabilidade, mostrando que o tema passou de uma vez por todas a compor as reuniões de diretoria em grandes empresas.

Tudo isso, somado aos recentes acontecimentos relacionados a diversidade e inclusão que sacudiram a realidade de grandes empresas, deve garantir que em 2021 essas pautas de meio ambiente, responsabilidade social e governança ganhem ainda mais importância.

E claro, vale reforçar que essas diretrizes só funcionam se toda a empresa abraçar a causa, certo?


Mais agilidade no RH

Os especialistas em gerenciamento de projetos atestam: num ambiente de negócios caótico e incerto, pode ser uma saída apostar nos métodos ágeis, pois estes permitem uma mudança de rota mais rápida e avaliação contínua.

Isso traz uma oportunidade ao RH de se reinventar, ganhar voz e ao mesmo tempo, entregar mais valor em menos tempo. Em 2021, não tenha medo de ouvir as pessoas, testar novas soluções, melhorar continuamente e desapegar do que não deu certo. O engajamento ágil está chegando para ficar.


E aí, você está vendo mais alguma tendência para o ano que vem dentro das empresas? Qual a relação dela com o engajamento dos times? Conta para nós nos comentários!


153 visualizações0 comentário

©2020 por Santo Caos.